Como se fosse a primeira vez (50 First Dates – 2004)

Essa é uma das poucas comédias românticas que gosto. Assisti a primeira vez no dia do meu aniversário de 14 anos, bem na estreia do filme nos cinemas (brasileiros). Mais uma razão pra eu lembrar dele com tanto carinho.

Henry (Adam Sandler) estava em uma lanchonete, em um dia comum, quando conheceu Lucy (Drew Barrymore). Ele se aproximou, conversaram e tomaram café juntos. Quando se encontram novamente, ela não o reconheceu e o tratou como completo estranho. O que o Henry não sabia, era que Lucy tinha sofrido um acidente que causou uma condição neurológica rara: ela só guarda as memórias que teve até o dia do acidente. Tudo o que acontece no dia dela é resetado e apagado no dia seguinte, e ela vive o mesmo dia todos os dias.

Apaixonado, Henry tenta reconquistá-la dia após dia. O que depois de um tempo se torna difícil, pois o pai e o irmão de Lucy, fazem de tudo para repetir, nos mínimos detalhes, o dia em que ela sofreu o acidente. Uma vez que sempre contavam sobre o problema de memória, ela sofria muito e eles tinham que ver essa cena se repetindo constantemente. E o trabalho para mante-la feliz implicava em todos os dias deixar um jornal com a mesma data na porta, pintar a garagem de branco, pra que ela pudesse redecorá-la, assistir a gravação do jogo de futebol, comemorar novamente o aniversário do pai, criando um loop infinito. e sempre que algo dava errado…. bem., no dia seguinte ela teria esquecido tudo mesmo.

Henry não se conforma com essa maneira de encararem o problema, mesmo porque chegaria o dia em que ela acordaria e se veria velha, enrugada e sem o pai da noite pro dia. Depois das diversas tentativas frustradas da família em separar Lucy da realidade, Henry por fim, consegue dar um final (quase) feliz à história. 237 O filme tem tudo o que gosto: uma história diferente e emocionante, comédia (afinal… é Adam Sandler), Havaí, animais marinhos e muito choro no final. Ele foge daquela clássico padrão água com açúcar da sessão da tarde e apesar de ter visto várias vezes e ser velho, continua sendo um queridinho para rever nos dias de tédio. Como se fosse a primeira vez 2 Como se fosse a primeira vez

Anúncios

12 comentários sobre “Como se fosse a primeira vez (50 First Dates – 2004)

  1. É muito fofo mesmo. E olha que isso meio existe na vida real. Andei vendo umas matérias de pessoas com alzheimer que não reconhecem mais o parceiro. Mas ele está sempre lá, reconquistando e cuidado do outro todos os dias ♥
    #MuitoAmor 😉

    Curtido por 1 pessoa

  2. Descobri que temos a mesma idade… Sempre que alguém fala nos anos 2000 eu sinto uma nostalgia tão grande. Parece que tudo aconteceu ontem, mas desde 2004 por exemplo, já se passaram 10 anos!! Esse filme é um daqueles que eu nunca me canso de assistir… Todo sacrifício que o personagem do Adam faz, em nome de um amor quase “impossível”. A forma como, mesmo inconscientemente, Lucy se lembra dele através de sonhos e das pinturas que ela faz…. O encontro de Drew Barrymore e Adam Sandler só poderia dar nisso né? rsrs

    Ps: Amei o Layout do blog! Foge da estrutura comum, é um diferencial =D

    Curtir

  3. Anos 2000 = Nostalgia total! Quem nasceu dessa época pra frente, não sabe o que é infância feliz! rs
    Drew e Adam são dois amorzinhos. Uns de meus atores preferidos, principalmente para comédias.
    E o filme deixou com aquele gostinho de quero mais ^^

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s