3 motivos para ser contra testes em animais

Com base na ultrapassada hipótese de que os animais respondem do mesmo modo que nós seres humanos quando expostos as mesmas substâncias, animais vem sendo utilizados há aproximadamente 300 anos em testes de medicamentos, vacinas, cosméticos e até produtos de limpeza.

Os animais que participam dessas experiências são geralmente cães, ratos, camundongos, hamsters, coelhos e porquinhos da Índia, são criados em viveiros chamados de botéiros e podem nascer, viver e morrer dentro de um mesmo laboratório. Por tanto, os pesquisadores referem-se a eles como “material”, “produtos” e até mesmo “modelos”.

Cruel, arcaica e ineficiente! Veja três motivos para ser contra testes em animais:

1. Testes em animais são extremamente cruéis

Para testar drogas, diversos animais, principalmente roedores, cães, gatos e primatas, são submetidos a inserção de substâncias em seus olhos, inalação forçada de fumaças, implantação de eletrodos em seus cérebros e diversas outras práticas extremamente cruéis e dolorosas.

2. Testes em animais atrasam o desenvolvimento da ciência

Os especialistas ao redor do mundo dividem-se sobre o papel dos testes em animais no progresso cientifico: há os que dizem não haver descobertas importantes para a humanidade sem esse tipo de prática e há os que afirmam que testes em animais impedem que a ciência evolua.

O médico norte-americano Ray Greek deu sua opinião para a Revista Veja em 2010:

“As drogas deveriam ser testadas em computadores, depois em tecido humano e daí sim, em seres humanos. Empresas farmacêuticas já admitiram que essa será a forma de testar remédios no futuro.”

3. Testes em animais são ineficientes

Os cientistas defensores dos testes em animais citam o lucro da industria como principal causador da prática no meio acadêmico e farmacêutico. É obvio que existe uma economia que depende da quantia bilionária investida por ano nesse mercado, porém, ainda segundo o doutor Ray Greek esse dinheiro não está sendo revertido para o bem das pessoas:

“A indústria farmacêutica já divulgou que os remédios normalmente funcionam em 50% da população. É uma média. Algumas drogas funcionam em 10% da população, outras 80%. Mas isso tem a ver com a diferença entre os seres humanos. Então, nesse momento, não temos milhares de remédios que funcionam em todas as pessoas e são seguros. Na verdade, você tem remédios que não funcionam para algumas pessoas e ao mesmo tempo não são seguros para outras. A grande maioria dos remédios que existe no mercado são cópias de drogas que já existem, por isso já sabemos os efeitos sem precisar testar em animais. Outras drogas que foram descobertas na natureza e já são usadas por muitos anos foram testadas em animais apenas como um adendo. Além disso, muitos remédios que temos hoje foram testados em animais, falharam nos testes, mas as empresas decidiram comercializar assim mesmo e o remédio foi um sucesso. Então, a noção de que os remédios funcionam por causa de testes com animais é uma falácia.”

Ao comprar produtos de marcas adeptas aos testes você estará contribuindo para que mais animais sofram diariamente e principalmente para que este sofrimento não tenha fim. Além de cruel a prática é arcaica e muitas vezes ineficaz. Por que não investir em pesquisas que possam substituir essa metodologia? Eu te respondo: por que diariamente as pessoas compactuam com ela, as vezes por desconhecerem ou até mesmo por não se importarem.

Se após o conhecimento desses fatos, você assim como eu, decidiu ser contra o teste em animais, saiba que existem alternativas:

Você é estudante e não quer matar animais em seu curso? Conheça a objeção de consciência: www.1rnet.org/objetando.htm.

Você quer contribuir? Confira essa lista de mascas que realizam testes em animais:

lista-marcas

* Na lista do Modernosas somente empresas que fabricam cosméticos e produtos de higiene pessoal foram citadas, para conhecer a lista completa acesse: http://www.vista-se.com.br/lista/

Após pesquisar, ler opiniões e conhecer os métodos utilizados eu resolvi que não vou mais consumir produtos cosméticos de marcas que praticam testes em animais. E vocês modernosas, o que acham?

Anúncios